Tag: treino
semana-aniversario-365-megagym-04
2 de outubro de 2016

MegaGym 365: Veja o que rolou!


SOBRE

Segunda (25/11/2013)

semana-aniversario-365-megagym

A segunda-feira começou com um café-da-manhã super especial para os nossos alunos começarem o dia confraternizando e cheios de energia. Na parte da  noite tivemos uma sessão eletrizante, com música comandada por um dj, de Bike Indoor na área externa da academia. A galera que participou mostrou muito fôlego e determinação!

semana-aniversario-365-megagym-01

 

Terça (26/11/2013)

Terça-feira foi o dia mais especial da semana, pois fazia exatos 365 dias que a MegaGym foi inaugurada, então foi um dia de muita festa, bolo e comemoração. E para completar, a banda Zero85 esteve lá fazendo um som e animando ainda mais o treino de nossos atletas.

semana-aniversario-365-megagym-02

semana-aniversario-365-megagym-05

semana-aniversario-365-megagym-06

semana-aniversario-365-megagym-07

semana-aniversario-365-megagym-08

semana-aniversario-365-megagym-03

semana-aniversario-365-megagym-04

 

Quarta (27/11/2013)

Logo no começo da manhã de quarta-feira tivemos um aulão de Axé Music já para levantar o astral de todo mundo! Já na parte da noite aconteceu um seminário sobre Artes Marciais, onde nossos alunos poderam conhecer um pouco mais sobre o universo lutas.

 

(SEMINÁRIO ARTES MARCIAIS)

 

Quinta (28/11/2013)

Nada como fazer um exercício super empolgante para começar o dia bem, então na quinta cedinho aconteceu uma aula de Bike Indoor …………… À noite foi hora de todo mundo cair na dança com o Mega Aulão de Ritmos comandado pelos professores Robson e Juninho, enquanto um dj tomava conta das músicas. Foi uma hora sem parar de muita dança e disposição.

Além disso, houve o nosso segundo campeonato de Cross Protein, onde nossos alunos tiveram que mostrar que eram bons de boca e ver quem comia a barrinha de proteína mais rápido. Foi super divertido e todo mundo se empenhou bastante em vencer!

(BIKE INDOOR)

(AULA DE RITMOS)

(CROSS PROTEIN)

 

 

Sexta (29/11/2013)

Sexta-feira foi dia de balada tanto na parte da manhã quanto à noite e o DJ Jp Gonzalez colocou todo mundo pra cima, levando o treino dos nossos atletas a outro nível.

No treino na balada que aconteceu à noite, contamos também com a intervenção da galera da Red Bull que distribuiu energéticos, ajudando a dar um gás maior no treino. Além disso, a Estar Bem Distribuidora promoveu uma degustação de suplementos que a galera aproveitou demais.

semana-aniversario-365-megagym-11

semana-aniversario-365-megagym-12

semana-aniversario-365-megagym-13

semana-aniversario-365-megagym-14

semana-aniversario-365-megagym-15

semana-aniversario-365-megagym-16

 

<h3>Sábado (30/11/2013)</h3>

mitos-treino-mulheres-megagym-02
9 de dezembro de 2013

4 Mitos Sobre o Treino Para Mulheres


O universo da musculação é cheio de mitos e muitos deles atrapalham as pessoas a chegarem aos seus objetivos da maneira mais eficaz, e as mulheres não ficam atrás disso. Trouxemos então 4 mitos que mais envolvem o treino voltado para elas:

 

MITO 1: AERÓBICOS DEVEM SER A PRINCIPAL FERRAMENTA NA QUEIMA DE GORDURA

Running at the fitness clubA maioria das mulheres que vão para a academia têm como maior objetivo a perda de peso e por isso passam longos minutos usando a esteira ou a bicicleta, pensando que só eles podem ajudar na hora de perder gordura. Entretanto, a musculação aliada a uma dieta balanceada pode fazer um efeito ainda maior no corpo das mulheres e ajudar ainda mais na perda de peso do que os exercícios aeróbicos.

 

MITO 2: MULHERES NÃO PODEM TREINAR PESADO

mitos-treino-mulheres-megagym-01
Dois motivos porque as mulheres podem e devem treinar pesado: primeiro, elas não tem testosterona suficiente para desenvolver músculos com a facilidade que elas pensam que têm; segundo, treinar só traz benefícios para o corpo, seja a maior queima de calorias, diminuir a flacidez ou aumentar a massa muscular.

 

MITO 3: MULHERES NÃO PODEM SUPLEMENTAR COMO HOMENS

mitos-treino-mulheres-megagym-03
As mulheres, assim como os homens, podem tirar diversos benefícios de uma boa suplementação e usá-los como seu aliado para chegar rápido ao seu objetivo. Elas logo pensam que os suplementos são perigosos assim como os anabolizantes e ficam com medo de ficarem muito “bombadas”. Mas dá pra ver que não é bem assim.

 

MITO 4: TENTAR QUEIMAR GORDURA LOCALIZADA

mitos-treino-mulheres-megagym-04
Aqueles abdominais e aulas especiais de exercícios localizados não ajudam a queimar gordura só em determinados lugares. A perda ocorre no corpo inteiro, não em lugares específicos como muitas mulheres imaginam. Se você quer queimar a gordura de uma certa área, o ideal é focar na dieta e depois em diminuir seu percentual de gordura até ver o resultado que estava esperando.

Via Hipertrofia

alongamento-beneficios-megagym-03
18 de novembro de 2013

A importância do alongamento


O alongamento continua sendo fundamental para quem pratica exercícios físicos. Ele contribui para o ganho de flexibilidade, evita o encurtamento muscular, melhora a postura e previne lesões.

Mas é melhor fazer alongamento antes ou depois do treino? Segundo o Personal Trainer Renato Santiago, “o alongamento antes dos exercícios na academia não previne nada, apenas te dá mais flexibilidade”. E mais do que isso, o alongamento antes do treino pode diminuir sua eficiência, pois ocorre um afastamento das fibras dos músculos, ocasionando um atraso na contração muscular. Esse é o principal motivo por profissionais terem parado de aderir àquele alongamento estático tão conhecido em que você fica segurando o braço ou a perna por 30 segundos até sentir o músculo começar a puxar.

Para atletas em diferentes esportes como vôlei, futebol e tênis, por exemplo, o alongamento antes de seus treinos é essencial para maior ganho de flexibilidade, tão importante na prática desses esportes, proporcionando um melhor desempenho, já que haverá uma maior amplitude dos movimentos e dos músculos. Também ajuda a evitar lesões por estiramento em movimentos de grandes extensões.

alongamento-beneficios-megagym-02

Aqui vão algumas dicas de alongamento do Renato Santiago para serem feitas depois do treino ou em horários separados, pois haverá um ganho muito maior de flexibilidade e elasticidade do músculo:

  • alongue o músculo até sentir tensão;
  • média de 20 a 40 segundos em cada posição;
  • evite fazer movimentos curtos repetitivos;
  • sempre respire profundamente nas posições, isso provoca o relaxamento do músculo facilitando o trabalho (não faça apneia);
  • existem posições simples e complexas, evolua gradualmente.

Então dá para perceber que o alongamento é, sim, importante, mas saber a hora de fazê-lo também é. Lembrando que alongar-se durante o dia (no trabalho, na rua, depois de acordar) para relaxar os músculos e melhorar a postura também ajuda bastante.

Via Hora do Training

treinar-melhor-horario-megagymacademia-03
13 de novembro de 2013

Manhã, tarde ou noite: Qual o melhor horário para treinar?


Há muita discussão por aí sobre qual o melhor horário para treinar, mas, na verdade, não há um horário ideal. Depende do tempo de cada um. O importante é que se tenha um bom desempenho na hora do treino e se lide com a parte ruim de se treinar em cada horário, independente se for de manhã, à tarde ou à noite.

Manhã:

A vantagem de ser treinar no período da manhã é que, com a liberação de endorfina que o exercício proporciona (o hormônio do prazer), há um aceleração do organismo e a pessoa passa a se sentir mais disposta para enfrentar o dia que tem pela frente. Além disso, a recuperação tende a ser melhor, já que tem o resto do dia inteiro para isso.

A desvantagem é que se você não se alimentar da forma correta, haverá uma grande probabilidade de ocorrer desmaios, enjôos e fraqueza. O ideal é que a pessoa se alimente uma hora antes do exercício, com uma combinação de carboidrato, proteína, fibra e gordura, para poder gerar a energia necessária e se ter um bom rendimento no treino.

treinar-melhor-horario-megagymacademia-05

Tarde:

Especialistas afirmam que quem malha no final da tarde tende a ter um desempenho maior, pois é nessa hora que a temperatura do corpo aumenta, ajudando na perda de peso, e também é a hora em que há uma maior ação do hormônio cortisol, ligado ao estresse, e da testosterona, contribuindo no ganho de força e na maior flexibilidade dos músculos.

Entretanto, isso serve só para exercícios anaeróbicos como a musculação. Não há registros de que esse horário contibua mais na hora da prática de exercícios aeróbicos como correr, caminhar ou andar de bicicleta.

Noite:

Há quem prefira treinar à noite porque sente que dorme mais tranquilo, mas há quem sente insônia quando treina nessa horário, pois a endorfina que é liberada na hora da atividade causa euforia e acaba atrapalhando o sono.

O ideal para você que só tem esse horário da noite sobrando, é esperar de 2 a 3 horas antes de ir para a cama depois do treino e praticar o relaxamento através da respiração.

É importante também que se tenha uma alimentação balanceada, pois a ingestão de alimentos pesados pode propiciar o ganho de gordura e além disso pode causar hipertrofia muscular, já que o corpo tem menos tempo para se recuperar.

treinar-melhor-horario-megagymacademia-04

Independente do horário que você escolher ou que ficar melhor para você, o que importa é que não se deixe de fazer exercícios físicos, fazendo com que vire rotina na sua vida. Por isso, siga nossas dicas, cuide-se e bom treino!

10-erros-quem-treina-megagymacademia-01
8 de novembro de 2013

Os 10 erros mais comuns de quem treina


A prática de exercícios físicos acontece, muitas vezes, para se alcançar um objetivo específico. Seja qual for o alvo, não se pode relaxar e por isso sempre deve-se estar atento, principalmente com a execução dos exercícios, para evitar lesões, fadiga muscular e frustações.

Listamos os 10 erros mais comuns de quem treina para que você possa se atentar na próxima vez que for à academia:

10-erros-quem-treina-megagymacademia-05

1) Respiração inadequada.

Um dos processos naturais do corpo humano que mais consome energia é a respiração. Durante a prática de atividade física é fundamental respirar adequadamente, assim como inspirar e expirar em sincronia com o esforço muscular.

2) Baixo consumo de água.

O corpo é constituído de líquidos que são imprescindíveis para os processos naturais do organismo. Colocar o nosso corpo em movimento exige cuidados, como por exemplo, mantê-lo sempre hidratado. Caso contrário, você pode acabar submetendo o eu corpo a desconfortos que interferem na qualidade da sua prática desportiva. Beba água antes e após a prática exercícios físicos. O recomendado é 2 litros distribuídos ao longo do dia.

3) Uso de roupas e acessórios inapropriados.

Para que os objetivos possam ser alcançados é fundamental que o corpo se mantenha em condições de praticar a atividade escolhida de forma prazerosa. Bolhas, calos ou até danos mais graves podem afastá-lo da sua prática e, consequentemente, do seu objetivo. Usar roupas e acessórios adequados é um cuidado necessário para qualquer atividade física.

4) Mudar muito de objetivo.

Se você se comprometeu com algo, não mude de ideia assim que vir o amigo a alcançar mais rápido outro tipo de objetivo ou só porque ficou a conhecer uma outra técnica maravilhosa e quer aplicá-la. Mantenha-se fiel e focado, realizando com dedicação o seu trabalho. Claro, se for o caso, melhore-o sempre que possível, mas cuidado para não alterá-lo o tempo todo e acabar por deixar o seu corpo confuso sobre o que espera dele.

5) Ausência da orientação de um profissional.

A presença de um profissional pode não só evitar lesões mas, principalmente, evitar que você caia em armadilhas e realize esforços além da medida ou desnecessariamente.

health club

6) Ignorar os alertas do corpo.

Além de estar 100% consciente durante a prática, procure por sinais durante e depois de cada grupo de exercícios. Pergunte ao seu corpo como ele se sente: cansado ou revigorado. Não ignore dores, tonturas, contrações involuntárias ou desconfortos físicos. Preste atenção ao ritmo da sua respiração, pois ela pode sempre servir de indicativo se algo não estiver bem.

7) Dispensar os alongamentos

Este é um erro cometido por muita gente, inclusive indivíduos que já treinam há anos. Saltar os alongamentos pode originar lesões em certos grupos musculares ou até mesmo nas articulações, assim como dificultar a recuperação após o treino.

8) Levantar peso a mais

Erro número um de quem treina há pouco tempo. A pressão dos outros ou a necessidade de querer evoluir depressa demais acaba por fazer com que o praticante de musculação levante carga exagerada para a sua capacidade. Resultado: executar os exercícios de forma errada e lesões musculares. Treine para si, não para os outros. O ego é um dos principais obstáculos do treino.

9) Má postura

Uma postura incorrecta anula os resultados do treino e pode originar vários tipos de problemas, desde lesões musculares, dores nas costas ou tendinites. Em caso de dúvida de como realizar determinado exercício, não tenha vergonha de questionar um instrutor. É para isso que eles lá estão.

10) Má alimentação/suplementação

Este erro aparece em último mas é o um dos que mais diferença faz. A alimentação é a base de qualquer programa de treino. Depois dos treinos o corpo precisa dos nutrientes certos para poder recuperar-se e desenvolver-se adequadamente. Proteínas, hidratos de carbono, gorduras, vitaminas e minerais nas proporções certas são necessários para você evoluir. Os suplementos servem para complementar uma alimentação bem feita.

Bom, dá pra ver que é preciso ter alguns cuidados se você quer chegar ao seu objetivo, né? Não custa nada se atentar a todos eles, já que são simples e não requer muito de ninguém.

Via Tá Fitness

musculacao-para-atletas
30 de outubro de 2013

Benefícios da musculação para atletas


Quem pratica esportes frequentemente, sempre está em busca de melhorar seu desempenho para dar o melhor de si nos treinos e competições. Mas sabia que um grande aliado dos atletas é a musculação? Sim! Ela pode ajudar (e muito!) na evolução da sua performance.

Muitos acham que musculação é só para quem quer crescer e acabam ficando com medo de ficar grande ou pesado. Não é bem assim. Se você unir os treinos no esporte que você pratica a treinos específicos na academia (não só com pesos e máquinas), você começará a perceber uma evolução no seu desempenho como atleta. E além disso, quanto mais fortalecidos os seus músculos estiverem, mais protegidos de lesões você estará, que é um dos maiores medos para quem é esportista.

BXP137700

Mas como fazer esses treinos na academia? Além da musculação como é conhecida, o famoso “puxar ferro”, você deve pedir para seu professor para que ele faça um treino específico a fim de simular situações mais próximas possíveis do que você pratica nos treinos do seu esporte. Outro detalhe importante é focar no seu ponto fraco, naquilo que você está precisando melhorar. Por exemplo, se você pratica algum esporte em que é preciso impulsão como vôlei ou handball, é preciso que se faça um exercício para trabalhar os músculos envolvidos na hora do salto. Quanto mais parecido o esporte ficar dentro da academia, melhor você trabalhará a parte muscular, daí a parte em que envolve habilidade e técnica fica para quando você estiver em quadra (ou na piscina, na pista de corrida…).

Ainda não está convencido? Aí vão outros benefícios: menor risco de lesões, melhora nos pontos físicos como as articulações, aumento de massa magra, equilíbrio muscular e maior controle dos exercícios.

musculacao-atleta-megagym-2

Muita gente acha a musculação chata e monótona, mas quando você, atleta, começar a unir seu esporte a um treino periódico de musculação e começar a ver os resultados, perceberá o quanto essa união é importante para um melhor rendimento seu. Vai que você começa a gostar de academia tanto quanto do seu esporte?

Via Hora do Training

post-respiração
17 de outubro de 2013

Você respira corretamente?


Sabemos que a respiração é de importância vital para nosso corpo, porém raramente nos preocupamos com ela quando estamos praticando um exercício físico, sabe-se que um corpo forte e bem treinado trará grande melhora na respiração durante o exercício e como consequência um melhor desempenho.

sistema-resp-21Primeiramente vamos entender como ocorrem a respiração, troca de gases e a ventilação do corpo humano em repouso. O sistema pulmonar é constituído por um grupo de passagens que filtram o ar e transportam para os pulmões, onde a troca gasosa ocorre no interior de pequenos sacos aéreos denominados alvéolos, é dentro dos alvéolos que o oxigênio é transformado em gás carbônico, isto ocorre para que o corpo possa utilizar em seus processos fisiológicos o oxigênio vindo da respiração, devolvendo o CO2 para a atmosfera.

Para inspirarmos o ar da atmosfera nós utilizamos principalmente um músculo localizado abaixo dos pulmões, conhecido como diafragma, quando contraído, ele força o conteúdo abdominal para baixo e para frente, isto para que ocorra uma expansão da região abdominal e como consequência uma diminuição da pressão intrapulmonar, ou seja, a pressão dentro dos pulmões fica menor do que a pressão atmosférica, facilitando a inspiração.

Para a expiração calma, normal, nós não fazemos nenhum tipo de esforço muscular, isso porque os tecidos dos pulmões e da parede torácica são como elásticos e tendem a voltar a posição de equilíbrio sempre, liberando o ar armazenado.
Mas é durante a prática de exercício físico que o corpo precisa otimizar a maior parte de seus processos, inclusive a respiração, e nesta hora a prática regular de musculação ou algum outro esporte que traga um fortalecimento de nossos tecidos irá ajudar muito em um melhor desempenho.

Man-Exercising
Durante o exercício, os músculos que assessoram na inspiração são solicitados, incluindo os músculos intercostais externos, peitorais menores, os escalenos e os esternocleidomastóideos. Durante o exercício e/ou a hiperventilação voluntária (assopro) a expiração se torna ativa. Os músculos mais atuantes na expiração são osda parede abdominal. Quando contraídos, o diafragma é “empurrado” para cima e as costelas são “puxadas” para dentro. Como resultado temos um aumento na pressão intrapulmonar, causando a expiração voluntária.

Não existe uma regra clara quanto a forma como devemos respirar durante os exercícios, porém o que é recomendado é jamais manter apnéia (trancar a respiração), isto pode causar alterações na pressão arterial além de colaborar para outros sintomas de mal estar como tonturas e desmaios.
Lembre-se de que para ter um bom desempenho em suas atividades você deve ter controle do máximo de variáveis possíveis, inclusive da respiração, no seu próximo treino preste atenção na forma como você respira, sinta e contraia toda a musculatura envolvida neste processo, as vezes a solução para alguns desconfortos durante a atividade física é mais simples do que parece, quando você começa a conhecer melhor o seu corpo você transforma os seus pontos fracos em pontos fortes.

Via Dicas de Treino.